Lean Startup: a ferramenta que sempre existiu.

Home  /  Marketing Digital  /  Lean Startup: a ferramenta que sempre existiu.
Screen-Shot-2015-03-02-at-16.32.29

Como pequenas mudanças na gestão podem te levar ao topo.

Apesar de não ser surpresa ou novidade, fazer mudanças na gestão para melhorar a empresa e aumentar sua capacidade para enfrentar as dificuldades conjunturais ainda causa certo alvoroço. A resposta para certas questões já existem, mas foram colocadas como opcionais. E o que boa parte as companhias não entende é que chegou o momento de levar a sério essas ideias e conceitos. Está na hora de fazer funcionar.

Um desses conceitos é o sistema Lean Startup. Famoso entre as companhias brasileiras no final da década de 90, atingiu primeiro o setor automotivo – onde nasceu essa filosofia. Depois, se expandiu para a manufatura em geral, e por fim, como um vírus, se alastrou por todas as organizações, desde hospitais até bancos, e outras empresas de serviços.  

Mas afinal, o que é Lean Startup? O lean pode ser traduzido, cruamente, como enxuto. Envolve a identificação e eliminação sistemática de desperdícios. De um modo geral, qualquer método lean usa a estratégia de atuar localmente em cada item de desperdício de tempo, custo ou recursos, para chegar a uma qualidade maior e ao mercado mais rápido.

Inspirado por esse conceito, o americano Eric Ries passou os últimos anos combinando ideias de marketing, tecnologia e gestão e criou o termo “Lean Startup“.

Suas ideias envolvem, por exemplo, o ciclo Build – Measure – Learn (Construir – Medir – Aprender), desenvolvimento de clientes, métodos ágeis de desenvolvimento de produtos e uma interação constante com os usuários para testar diferentes hipóteses de como o produto se encaixa no mercado, antes mesmo de lançá-lo.

Com a crise econômica brasileira, isso caiu como uma luva. E muitas empresas perceberam que esse conceito não é mais uma opção, algo que se pode fazer eventualmente com outras iniciativas e mesmo dentro das práticas usuais de gestão. O pensamento lean tem por objetivo, em essência, eliminar desperdícios em toda a companhia, ao mesmo tempo em que busca aumentar a agregação de valor em tudo o que se faz. Soa perfeito, não é?

Em outras palavras, o sistema lean é um modelo de gestão que visa identificar e desenvolver as atividades que agregam valor aos clientes (o que eles estão realmente dispostos a pagar) e eliminar os desperdícios (o que eles não estão dispostos a pagar). Com isso, consegue-se ir além das iniciativas pontuais de redução de custos, tornando-as não simplesmente um esforço conjuntural, mas um tipo de pensamento permanente e que envolve a todos, o tempo todo. Colocar o foco na necessidade dos clientes, no valor e no desperdício acaba melhorando os resultados financeiros e a rentabilidade como consequência.

Ou seja, ao mesmo tempo em que se reduz custos, aumenta-se o valor daquilo que é oferecido ao cliente, e o mais importante: sem fazer investimentos ou adicionar mais recursos, pois a mudança é de gestão, mudando a maneira de fazer as coisas.

Atualmente sabemos que a gestão lean funciona bem em qualquer setor econômico e em todas as áreas da companhia. Em junho, um grupo de 36 grandes organizações se reunirão em São Paulo para compartilhar experiências nesse tema no maior encontro de “empresas lean” do Brasil. As empresas já confirmadas para esse encontro são Embraer, Votorantim, Scania, Vale, GE, Brasil Foods, Magazine Luiza, Santa Helena, Siemens, Sul América, Mitsubishi, Andrade Gutierrez, Saint-Gobain, Volvo, Case New Holland, Mann/Hummel, Sabó, CSC, FMC, Hübner, Hunter Douglas, Inter Cement, IOV, Total, ThyssenKrupp, Weatherford, Whirlpool, Wolpac, Ci&T, Faber-Castell, IMA, Zen, Antilhas, Assa Abloy e Bruning.

Há muito mais empresas implementando os conceitos e práticas lean. O compartilhamento de experiências e a troca de boas práticas é uma maneira eficaz de aprender com os outros, não apenas para conhecer contra medidas especificas, como também para ter inspiração e mesmo motivação. E na sua empresa, a gestão é lean?

Quer saber como a ADD+ pode cuidar da sua startup? Veja os cases:

http://yebo.com.br
http://facebook.com/yebo.ecommerce
Apresentação: http://www.yebo.com.br/comercial/apresentacao2016.pdf

http://azpay.com.br
https://www.facebook.com/azpay.gateway
Apresentação: http://azpay.com.br/comercial/planos.pdf

http://aidaxbi.com
https://www.facebook.com/aidax.metrics
Apresentação: http://www.aidax.com.br/comercial/apresentacao2016Janeiro_EN.pdf

este post foi compartilhado 0 vezes
 000

powered by
AzClick

Recentemente adquirida pelo grupo AZClick, a Agência ADD+ agora
conta com toda bagagem de tecnologia, aumentando sua expertise para projetos digitais em
diversos segmentos, como: e-commerce, e-business, analytics e varejo, envolvendo search engine,
segmentação comportamental e métricas, pesquisa de mercado, análise de conversões
e visualização de dados.


Conheça a azclick